Bem-vindo a Conciliare Brasil, uma câmara de conciliação, mediação e arbitragem online e presencial.

Conciliação: as pessoas envolvidas em um conflito de interesses recebem a ajuda de uma pessoa que está fora do problema, responsável por indicar maneiras de resolver a situação. Essa alternativa é utilizada nos casos onde o importante é chegar a um acordo possível para as partes.

Mediação: indicada para os casos onde o acordo não é o que mais importa, mas sim manter a relação entre as pessoas, nesses casos os envolvidos devem encontrar juntas a solução para o problema.

Arbitragem: utilizada quando as pessoas envolvidas em um conflito não aceitam as propostas de acordo e não conseguem encontrar juntas uma solução, então preferem que uma terceira pessoa decida a situação. A arbitragem poderá já constar de qualquer contrato como meio de resolver eventuais conflitos, de uma maneira prática, confidencial, preservando a imagem dos envolvidos, a continuidade da relação e evitando, assim, a judicialização onde o conflito se tornará público. Esta prática é regulamentada pela Lei 9.307/96.

Os métodos podem ser usados antes mesmo de acionar a justiça e é uma maneira de facilitar o diálogo e resolução de problemas do cotidiano sem a necessidade da intervenção da justiça. Deste modo, não será necessário aguardar anos na fila do judiciário.

Quem pode solicitar?

A solicitação das reuniões pode ser feita por um dos interessados ou por um advogado. A realização dos encontros só será realizada se houver interesse de ambas as partes.

Como fazer?

Acesse Procedimentos/Solicitar, e descreva o seu caso e como gostaria de resolvê-lo.

Estando de acordo, o seu caso será encaminho para análise da Conciliare Brasil e a parte acionada receberá um convite por e-mail para participar.

Na data combinada, os envolvidos se reúnem juntamente com o auxílio do conciliador, mediador ou árbitro.

Com o fim da negociação e se ambas as partes estiverem satisfeitas, será emitido um termo de acordo com validade jurídica.

Vantagens de uma conciliação, mediação ou arbitragem?

  • Rapidez
  • Eficiência nos resultados
  • Privacidade
  • Econômico
  •  Segurança jurídica